VÍDEO: PCC se reúne após massacre em Alcaçuz, RN

149

com MaisPB

REBELIAO PRESIDIOS
REBELIAO PRESIDIOS

Um vídeo gravado por detentos da penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, cidade vizinha a Natal, no Rio Grande do Norte, mostra líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) em reunião com outros presos após o massacre onde 26 detentos morreram no último sábado.

No vídeo, um detento discursa e parabeniza os demais pelas mortes. Cercado por mais de cinquenta presos, ele afirma que mesmo o PCC estando em minoria no presídio, eles conseguiram dominar dois pavilhões e não “pegaram outro (pavilhão) porque acabou a munição dos nossos irmãos”.

Em seguida, o mesmo detento afirma que o massacre resultou na morte de 33 presos, segundo as contas do PCC. “Chegou até mim que já foram 33 mortos do Sindicato (facção rival filiada ao Comando Vermelho) e graças a Deus não perdemos nenhum dos nossos irmãos”, afirma o preso. As imagens começaram a circular nas redes sociais nesta segunda-feira.

 No final do vídeo, outro detento começa uma série de gritos de guerra: “Fé em Deus que ele é justo”, “Um por todos. Todos por um”, “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” e “1533 PCC” que é acompanhado por todos os demais presos.
IN1