PT, PSDB e PMDB estão unidos para barrar a Lava Jato, diz Marina

18

com Veja

marina-silvaA ex-senadora Marina Silva (Rede) disse que PT, PSDB e PMDB estão unidos para barrar a Operação Lava Jato e defendeu o apoio da população à operação de combate à corrupção.

A declaração está no programa da Rede que será exibido nesta terça-feira pela TV. “O PT, o PSDB e o PMDB, os grandes partidos da polarização, que nunca se uniram em nome da nação, agora estão unidos, convergentes, nessa jogada de barrar a Lava Jato. E uma das formas de acabar com a Lava Jato é aprovando a anistia ao caixa 2”, afirmou a terceira colocada na eleição presidencial de 2014, atrás de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB).

Além da anistia ao caixa 2, Marina afirma que outra forma de atacar a operação é dizer que ela tem efeitos deletérios para o país. “Uma das manobras é dizer que o trabalho da Lava Jato pode prejudicar a retomada da economia. Isso não é verdade”, afirma.

Segundo ela, a “Lava Jato é importante porque está dando uma contribuição histórica ao Brasil”. “Temos a oportunidade com ela de combater a corrupção, melhorar a gestão pública e sanear a economia do nosso país”, disse em outro trecho do programa, que tem o mote “A Rede apoia a Operação Lava Jato”.

Outros líderes da Rede, como Randolfe Rodrigues (AP), líder do partido no Senado, e a ex-senadora Heloisa Helena (AL), também são destaques no programa.

IN1